Horários de atendimento: 8:00 am - 18:00 pm
Alimentação-durante-a-gravidez

A importância da alimentação antes, durante e depois da gestação

Ao pensar e falar sobre mudanças após a gestação, devemos entender que gerar uma vida é uma responsabilidade imensa e algumas transformações físicas, emocionais, comportamentais são inevitáveis. Para esse processo ocorrer tranquilamente, é fundamental criar um ambiente saudável, tanto para a futura mamãe como para o bebê, e essa mudança tem que começar antes da gravidez.

Precisamos equilibrar o organismo para que vitaminas e minerais, como ácido fólico, ferro, cálcio, vitaminas do complexo B, entre outras, estejam disponíveis para o feto sempre que ele precisar. Esse equilíbrio pode vir através da alimentação e/ou suplementação, antes, durante e após a gravidez.

É recomendado que a futura mamãe atinja um peso saudável antes da gestação e tenha um ganho programado para cada trimestre, de acordo com as necessidades de cada uma, evitando assim, um excesso de peso ao final da gravidez que pode acarretar em consequências desagradáveis como diabetes gestacional, pressão arterial elevada, prejudicando a sua saúde e a do bebê.

Para criar as condições ideais nesta importante fase da vida, separei algumas dicas valiosas que ajudarão na nutrição da mamãe e do bebê e, de quebra, a boa forma física pós-parto virá naturalmente e de forma saudável.

 

cac1a3ab-2f0c-48e9-a18b-3a9d24e13c11

1. A hidratação adequada é a chave do sucesso antes, durante e após a gestação, pois irá ajudar a prevenir e evitar o aparecimento de estrias, retenção hídrica, inchaço de membros inferiores, dores de cabeça, melhora da disposição, e adequado equilíbrio hidroeletrolítico do bebê.
2. Escolha sempre alimentos frescos e orgânicos. Evite ingerir toxinas como as provenientes dos agrotóxicos presentes em frutas, legumes e verduras.
3. Evite alimentos industrializados, pois os conservantes utilizados para prolongar a vida de prateleira desses produtos são à base de sódio e, nesse período, a retenção de líquidos é uma coisa recorrente.
4. Evite o consumo de gorduras ruins, como as frituras e preparações com óleos vegetais (milho, soja, canola). Prefira carnes grelhadas, cozidas ou ensopadas. E para cozinhar, prefira utilizar azeite de oliva, manteiga ghee (clarificada) ou óleo de coco.
5. Sempre comece as refeições com um prato de saladas cruas. Esse grupo de alimentos são fundamentais, pois são os maiores fornecedores de vitaminas, minerais e fibras. Mas atenção ao consumo: prefira se alimentar com esses tipos de alimentos dentro de casa, e atente-se quanto à correta higienização deles.
6. Evite o consumo de doces, açúcar e adoçantes, pois além deles contribuírem para a retenção hídrica, deixam a mamãe e o bebê expostos à riscos como o diabetes, ganho de peso excessivo e inflamações. Atenção especial para os adoçantes, por serem substâncias, na maioria das vezes, criadas em laboratórios, não são compatíveis com o nosso organismo, podendo trazer um dano celular, como aparecimento de tumores, por exemplo. Prefira utilizar açúcar de coco, mascavo ou demerara.
7. Evite o excesso de cafeína. Consuma, no máximo, 2 xícaras de café por dia.
8. Faça entre 5 a 6 refeições diárias. Dessa forma irá consumir porções menores de comida ao longo do dia, evitando o exagero e a compulsão.
9. Para evitar ou tratar enjoos, aposte em alimentos como limão e cristais de gengibre, por exemplo.
10. Uma grande preocupação na gestação é prisão de ventre, principalmente após o parto. Para evitar que isso ocorra é importante utilizar grãos integrais, caprichar na hidratação, evitar o consumo de preparações com farinhas refinadas (brancas) durante toda a gravidez. Uma dica bacana é incluir probióticos na suplementação, porém esses alimentos devem ser indicados pelo seu nutricionista ou médico, pois existem inúmeras cepas e cada uma delas tem a sua função específica, portanto, nem todos os produtos encontrados no mercado têm a mesma função. Cada pessoa ou caso precisa de um ou mais tipos deles.
11. Pratique atividade física adequada para a sua condição/rotina e sempre assistida por um profissional e com liberação médica.

fonte:http://www.andrezzabotelho.com.br

Copyright © Fertvida 2016 - todos os direitos reservados
Desenvolvido por Força Digital