Horários de atendimento: 8:00 am - 18:00 pm
chek-up

Check-up auxilia casais a detectar problemas antes da gestação

O planejamento antes de casamento envolve uma série de decisões, entre eles a moradia, realidade financeira e a futura gestação. Levando em conta o número de parceiros com os quais as pessoas se relacionam até o casamento e o número de vezes que se casam, realizar um check-up da saúde é essencial para evitar riscos de contaminação por doenças e rastrear problemas genéticos. O ideal é que essa investigação da fertilidade ocorra antes do casamento, planejamento é uma palavra-chave para a realização dos sonhos de forma segura e satisfatória.

Esse cuidado, recomendado por médicos tanto para homens quanto para mulheres, é importante para detectar possíveis incompatibilidades imunológicas e/ou genéticas que possam interferir no momento em que o casal decide ter filhos. Apesar do grande volume de informações disponíveis, muitos jovens desconhecem sua saúde sexual e reprodutiva. O ginecologista e especialista em reprodução humana, André Luiz da Costa, alerta para o cuidado antecipado com a saúde reprodutiva. “O que aconselho aos casais é que façam pelo menos uma investigação mínima da fertilidade, com isso, se houver algum problema e ele for detectado precocemente, haverá mais chances de reversão do quadro e tratamentos mais simples, se não houver problema, poderão programar a gravidez com mais tranquilidade”, afirma.

O especialista esclarece sobre a necessidade de acompanhamento médico desde a iniciação sexual. No caso das mulheres, a doença que mais desencadeia infecção pélvica e, consequentemente, alteração tubária, é a clamídia (Chlamydia) – que em 75% dos casos não apresenta sintomas, exceto discreto corrimento. Já entre os homens, a gonorréia (Gonorrhoea) é a doença que mais compromete a saúde reprodutiva, sendo a terceira principal causa de infertilidade masculina no Brasil.

Alguns exames indicados para esse planejamento são: Colpocitologia Oncológica ou Papanicolau (exame que detecta o câncer de colo ou alguma alteração cervical) , a cultura da secreção vaginal e a sorologia para Chlamidia que tem como finalidade coletar a secreção vaginal e sangue a fim de verificar se há alguma bactéria presente na secreção vaginal ou no sangue e se há necessidade de tratamento ou não; Hemograma Completo (avalia se há anemia, alterações de glóbulos brancos ou de células da coagulação denominadas plaquetas e permite verificar se há necessidade de tratamento ou sobre o risco de transmissão em gestação); Tipo Sanguíneo (identifica o grupo de sangue ABO e RH, se a mulher f or RH negativo e o marido RH positivo, poderá desenvolver anticorpos contra o RH e se o feto for Rh positivo desenvolver a eritroblastose fetal, que em alguns casos pode levar ao óbito fetal, por isso importante a detecção e a vacinação. As vacinas são excelentes agentes de Prevenção contra diversas doenças que podem afetar homens e mulheres em várias etapas da vida e interferir com a Fertilidade, por isso é importante o casal ter sua carteira de vacinação em dia.

Para os homens, André Luiz da Costa recomenda exames como: hemograma completo, sorologia para sífilis, hepatites e HIV, além do tipo sanguíneo e o espermograma (este último para conhecer a qualidade e as condições dos espermatozóides). “Quando o casal não se antecipa a tudo isso, pode ser pego de surpresa com a infertilidade, incompatibilidade ou mesmo doenças sexualmente transmissíveis.

Para aqueles que tem o sonho de constituir uma família devem ter esse cuidado para não postergarem muito a maternidade achando que sua fertilidade está 100%, porque com a idade a fertilidade principalmente da feminina vai caindo a cada mês, mais acentuadamente após os 35 anos e isso poderá comprometer seus sonhos de engravidar ”, explica o médico André Luiz da Costa .

Copyright © Fertvida 2016 - todos os direitos reservados
Desenvolvido por Força Digital