Horários de atendimento: 8:00 am - 18:00 pm
mulher-grávida

Psicólogo facilita tratamento para engravidar

Após cerca de dois anos de tentativas sem sucesso, é comum casais procurarem descobrir por que não conseguem ter um bebê. O primeiro passo é consultar um especialista em reprodução humana, que indicará os exames necessários e as possibilidades de tratamento. Depois dessa etapa, é comum aparecerem uma série de conflitos. Entre eles, está a desmistificação da fertilização in vitro, ainda existem dúvidas quanto à saúde do “bebê de proveta”, por exemplo.

Também há a alta possibilidade de insucesso – que varia entre 50 e 70%. “Neste momento, é importante se preparar psicologicamente e ter com quem esclarecer dúvidas”, explica a psicóloga Márcia Pena.

A importância do profissional para o casal em tratamento vai desde questões pessoais, morais e éticas a discussões religiosas. Pontos que aparentam ser simples, como a data de início do tratamento e quando o casal vai contar sobre as tentativas para a família podem representar um dilema. “Questões mais complexas, como o que fazer com o embrião excedente ou dúvidas sobre congelamento de óvulos e embriões também transparecem na psicoterapia”, avalia Márcia.

Segundo ela, o acompanhamento psicológico ainda não é obrigatório, apesar de ser essencial. “Atuar para a reformulação da Lei de Reprodução Assistida está entre os objetivos da Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida (SBRA)”, afirma Adelino Amaral, presidente da instituição. Em agosto de 2008, foi criado, durante o 12º Congresso da SBRA, o 1º Consenso de Psicologia e Reprodução Assistida.

O tempo de acompanhamento com o psicólogo varia de um casal para outro, sendo que as sessões sempre devem acontecer com a mulher e o homem, juntos. Alguns se sentem mais seguros com consultas antes, durante e após o tratamento. Outros só procuram o profissional até alcançarem a desejada gravidez. “É importante que as clínicas de reprodução assistida tenham um psicólogo disponível a qualquer momento. Além de evitar a dispersão de informações importantes, isso aumenta a confiança do paciente e cria uma relação sólida”, conclui a especialista.

Fonte: Minha Vida

Copyright © Fertvida 2016 - todos os direitos reservados
Desenvolvido por Força Digital